Quarta-feira, 29 de Setembro de 2010

 

O novo folhetim que parece ir agora instalar-se confortavelmente nos próximos dias tem origem na aparente compra, pelo comando da PSP, de 6 blindados anti-motim, fruto da necessidade de tais viaturas para a Cimeira da NATO que irá ocorrer no Parque das Nações, em Novembro.

A notícia surgiu ainda em Agosto, quando se falou da lista que o Comando da PSP apresentou, em reunião com o MAI, elencando aquilo que seriam as suas necessidades materiais para garantir a segurança de um evento que é, indiscutivelmente, de risco potencial elevado e propenso às manifestações da praxe que a NATO (tal como o G20 e outras festarolas) tem tendência a atrair.

Podendo-se logo à partida questionar a efectiva necessidade de adquirir estes novos equipamentos, as últimas notícias parecem indicar aquilo que já é comum no nosso rectângulo, um folhetim de qualidade duvidosa.

Ontem, o DN veio dar conta da "surpresa" da Direcção da GNR na aquisição dos novos blindados (no valor de €5.000.000, por ajuste directo) sendo que a Guarda tem (desde a sua intervenção no Iraque) a "ganhar pó", várias viaturas blindadas (13) que poderiam ser utilizadas para a Cimeira.

A Associação Sindical dos Profissionais da Polícia, por intermédio do Sr. Paulo Rodrigues vem garantir que:

 

Todo o equipamento de manutenção de ordem pública e pessoal é bem vindo, porque a PSP necessita estar sempre actualizada e de transmitir à população uma mensagem de capacidade e profissionalismo

 

Depois há os pormenores engraçados, como de costume. O facto do ajuste directo ter que ser avaliado pelo Tribunal de Contas, que tem 30 dias para se pronunciar e pedir novos esclarecimentos, se assim o entender. O facto de o DN vir dizer que, na sequência da notícias de ontem que a PSP desmentia qualquer compra de equipamento para, horas depois ser desmentida por sua vez pelo MAI, como se lê aqui:

 

Ontem de manhã, depois de o Diário de Notícias ter noticiado a intenção de compra das viaturas antimotim sem que a PSP abrisse concurso público, a direcção nacional divulgou um comunicado em que afirmava não ir efectuar qualquer compra específica de material no âmbito das operações de segurança relativas à cimeira que irá decorrer nos dias 19 e 20 de Novembro.

A cereja no topo do bolo seria chegarmos às vésperas da Cimeira e ler nos jornais que a compra deste material ainda estava pendurada...Aceitam-se apostas?



Publicado por Bernardo Hourmat às 08:23 | link do post | comentar

mais sobre mim
Agosto 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
16
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30
31


posts recentes

O fino recorte da nossa c...

O Circo

De greves e sindicatos

Se estás a ler isto, não ...

As maravilhas do "Google ...

Para citar o amigo Tolkie...

Notícias da Faixa de Gaza

Pensar o Mundo, Repensar ...

Grandes Títulos

O Mundo ao contrário

arquivos

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Abril 2013

Novembro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

tags

egipto

líbia

todas as tags

links
blogs SAPO
subscrever feeds