Terça-feira, 8 de Novembro de 2011

 

 

Dei com este pequeno artigo (por acaso, é mesmo pequeno o raio do texto!) do Henrique Raposo comentando as propostas que têm sido veiculadas para a Comunicação Social com vista à "racionalização" da nossa rede de transportes públicos.


Não me tenho como alguém que aprecia particularmente a nossa rede de transportes públicos, pelo menos a parte a que me dedico diariamente a percorrer há pelo menos 10 anos. Desde o ensino básico que frequento assiduamente os Transportes Sul do Tejo, com tudo o que isso tem de bom e, principal e infelizmente, de mau. Desde a Faculdade que passei também a andar com frequência de Metro, numa rede que pelo menos para mim, sempre me pareceu razoável e que serve a cidade de uma forma bastante boa.

 

Finalmente, desde que iniciei a minha vida profissional que me divido diariamente entre a TST, a Transtejo, a CP e a Lisboa Transportes/Vimeca. Demoro sensivelmente 1h30 desde casa até ao trabalho, ou seja, três horas no total. Para uns será muito, para outros nem tanto...Para mim já é um hábito que não custa por aí além.

 

As razões que me levam a embirrar com algumas das nossas empresas de transportes são as de toda a gente. A falta de respeito pelos horários, a escassa paciência/má-educação de muitos dos seus funcionários, a falta de condições de certas frotas (a TST é aqui a líder de mercado), a atitude em relação às greves e acções de protesto (marcadas à semana ou ao mês, com pré-avisos de dois dias ou sem qualquer pré-aviso)...Enfim.

 

No entanto e não obstante tudo isto, questiono a racionalidade de quem quer "racionalizar" a rede. Tal como diz o Henrique Raposo:

 

Já que toda a gente tem opinião sobre os transportes públicos de Lisboa, eu também gostava de dar a minha achega. É que, bem vistas as coisas, eu estou a jogar em casa. Eu tenho a pegada carbónica (é assim?) mais pequena da Grande Lisboa, isto é, eu é que sou o verdadeiro ambientalista, isto é, eu não conduzo, isto é, eu conheço os transportes públicos como a palma da minha mão. Assim de repente, tenho uma licenciatura na Rodoviária de Lisboa, um mestrado na Carris e um doutoramento no Metro. Até fiz uma pequena pós-graduação na CP. Portanto, gostava de dizer uma coisa ao senhores do governo: não encomendem estudos sobre transportes públicos a malta que andou sempre de carro, e com motorista. É esquisito

Os cortes previstos, ao nível de algumas das carreiras da Carris bem como a supressão das ligações Seixal-Lisboa são exemplos que me deixam um bocadinho baralhado e levam-me a perguntar se algum dos indivíduos que tão simpaticamente pensou nessas propostas já perdeu uma manhã no terminal do Cais de Sodré a ver a quantidade de gente que atravessa o rio. É que não estamos a falar da ligação para a Trafaria, que eu ainda concebo que possa ser eliminada...

Em nome de pseudo-racionalizações, são sempre os mesmos que vão andar a fazer ginásticas de horários, a ranger os dentes em filas para autocarros a cair, comboios grafitados e barcos do tempo da outra senhora...



Publicado por Bernardo Hourmat às 08:04 | link do post | comentar

4 comentários:
De golimix a 8 de Novembro de 2011 às 18:34
Será que se vai esperar mais 40 anos para fazer uma revolução?
Espero que os poucos que ainda têm alguma força façam algo. Eu como pequena anónima tenho gritado baixinho no meu blogue e alto para os que ainda me aturam. E não, não tenho partido político, nem sou nenhuma sindicalista, sou uma reles anónima que vive no esquecido Trás Os Montes, aquele bocadinho de terra onde também vão encerrar as poucas e lindas linhas férreas que existem. Mas aqui não temos que lidar com as filas, as esperas, e as ginásticas de horários, mas entendo o que passam (Conheço Lisboa e já vivi no Porto). Não sei o que pretendem esses senhores iluminados. Será uma população deprimida e anestesiada com ansióliticos? Sim, porque não tarda nada estamos a rebentar.
Inté, L.Maria (Golimix)


De Bernardo Hourmat a 9 de Novembro de 2011 às 14:25
Obrigado pela visita! =)

Pois, eu não imagino o que é a realidade em regiões do país em que a questão não é a de se há um autocarro/comboio ou o que quer que seja daí a mais 15min, mas sim se vai haver mais algum daí para a frente...


De vborges a 9 de Novembro de 2011 às 12:14
Bom texto.
Apesar de ter carro, eu também tenho uma licenciatura em transportes públicos e não entendo como pode o governo tomar estas medidas, quando na verdade os autocarros, metro comboio, andam sempre apinhados de gente.
Por outro lado como bem refere há frotas(autocarros, carreiras) e locais (menciono estações de metro) que não oferecem o mínimo de segurança.
A falta de educação e de gentileza perderam-se no tempo. E isso é de lamentar.
Cumprimentos.


De Menina ImPerfeita a 21 de Novembro de 2011 às 22:22
"Assim de repente, tenho uma licenciatura na Rodoviária de Lisboa, um mestrado na Carris e um doutoramento no Metro. Até fiz uma pequena pós-graduação na CP. Portanto, gostava de dizer uma coisa ao senhores do governo: não encomendem estudos sobre transportes públicos a malta que andou sempre de carro, e com motorista. É esquisito." esta frase resume tudo. acrescento que quem quer fazer estes cortes, esquece-se das pessoas que moram nos arredores das grandes e pequenas cidades e que necessitam dos transportes públicos para irem para casa (porque ou trabalham por turnos ou não têm dinheiro para táxis ou carro). querem saber em que carreiras cortar, perguntem aos utentes, como em vez de cortar, como melhorar? aliás, basta começar pelo atendimento ao público que muitas vezes, deixa MUITO, mas MESMO MUITO a desejar.
Beijinhos


Comentar post

mais sobre mim
Agosto 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
16
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30
31


posts recentes

O fino recorte da nossa c...

O Circo

De greves e sindicatos

Se estás a ler isto, não ...

As maravilhas do "Google ...

Para citar o amigo Tolkie...

Notícias da Faixa de Gaza

Pensar o Mundo, Repensar ...

Grandes Títulos

O Mundo ao contrário

arquivos

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Abril 2013

Novembro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

tags

egipto

líbia

todas as tags

links
blogs SAPO
subscrever feeds